Artistas do Maranhão se manifestam contra decisão que proibiu música ao vivo .

Compartilhe nossas notícias

Não só aqui em AÇAILÂNDIA artistas maranhenses se manifestaram contra a medida, que foi recebida com muita insatisfação e reclamação por parte da classe artística local.

Apelidada pela classe como ‘lockdown musical’, o decreto assinado pelo juiz Douglas de Melo Martins, determina que não sejam realizados eventos em bares, restaurantes e casas de shows entre os dias 12 a 18 de fevereiro, período no qual seria realizado o carnaval. Com a decisão, foi derrubado, durante o período, o decreto estadual que permitia a realização de eventos com até 150 pessoas.

Há mais de 20 anos atuando no cenário musical maranhense, o cantor Pandha recebeu a decisão com grande preocupação, principalmente por se tratar de um período de recuperação econômica em meio à pandemia, e uma época em que os artistas naturalmente, lucram com a realização desses eventos.

artista criticou a decisão, na qual considera um reflexo das aglomerações causadas pelas eleições no Maranhão, e afirmou, que a música não pode ser considerado um agravante da pandemia. (Veja o vídeo acima)

“Muitos amigos tocam no carnaval e infelizmente, vão ficar sem cachê, principalmente as bandas que tocam em bares e os músicos também. Infelizmente a gente vai ter que dar essa parada, não porque a música é o agravante da situação e sim pela hipocrisia desses políticos que tentam esconder o que eles fizeram no ano passado e botam como a música o bode expiatório deles”, disse.


Compartilhe nossas notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *