MEC proíbe instituições federais de ensino cobrar vacina

MEC proíbe instituições federais de ensino cobrar vacina

 

MEC proíbe instituições federais de ensino cobrar vacina

Nesta quinta-feira (30), foi publicado um parecer no Diário Oficial da União (DOU) informando que as instituições federais de ensino não podem cobrar comprovante de vacinação contra a Covid-19 como condicionante para o retorno presencial às atividades. O despacho foi assinado pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro.

O texto afirma que compete às instituições federais de ensino a implementação dos protocolos sanitários e a observância das diretrizes estabelecidas pela resolução Conselho Nacional de Educação em agosto de 2021.

Além disso, o parecer pontua que “a exigência de comprovação de vacinação como meio indireto à indução da vacinação compulsória somente pode ser estabelecida por meio de lei, consoante o entendimento firmado pelo Supremo Tribunal Federal (STF)”.

Com relação às universidades e dos institutos federais, o documento declara que “por se tratar de entidades integrantes da Administração Pública Federal, a exigência somente pode ser estabelecida mediante lei federal, tendo em vista se tratar de questão atinente ao funcionamento e à organização administrativa de tais instituições, de competência legislativa da União”.

O governo federal tem se posicionado contra a exigência de comprovantes de vacinação em diversas áreas fora do âmbito educacional, como na chegada em aeroportos e em estabelecimentos.

Veja também:

Alerta geral Influenza vírus H3N2 pode ser mais perigoso que a covid e Maranhão tem surto da doença .

Após um ano do novo governo prefeito Aluísio sousa de Açailândia tem sido visto como um dos melhores prefeito do Maranhão

Prefeitura de AÇAILÂNDIA emite nota de exclarecimento.

Informativo da prefeitura de Açailândia

AÇAILÂNDIA recebe o projeto da vale alimenta Brasil

Compartilhe nossas notícias

Similar Posts